Loading...

domingo, 29 de novembro de 2015

Porque desaparece um blogue?

................................................................

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

VEM AÍ O ANO DE 2015!

Felicidades a todos os meus seguidores.
Um ano novo cheio de prosperidade, com grandes realizações pessoais e profissionais.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

William Shakespeare - O menestrel




Texto motivacional sempre atual.
O texto fala de uma lição que muitos, infelizmente, só aprendem depois de passar por várias vidas.
Não sejamos um desses.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A Idade de Ser Feliz!

 

 
 
Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar
 com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Ei...Pssst...sim...tu!



Psiu. . . Ei...Tu!!!
Sim és tu mesmo,  que estás aí olhando. . . no vazio.
Que tal uma paragem para refletir. . . refletires sobre ti. . .
Pensares por exemplo, em tudo de bom que existe aí, dentro do teu coração!
Fica sabendo que és uma pessoa maravilhosa, capaz de fazer muita coisa boa, útil e expressiva, se quiseres, e que no teu coração estão guardadas: coragem, confiança, sabedoria e conhecimentos suficientes, para realizares teus desejos.
Mas não te esqueças, de buscar em cada minuto dos teus dias, motivos de alegria e esperança, sem nunca desistires com as situações adversas que te vão aparecendo.
Deves sempre escolher o caminho para tentares ser feliz e tornar isso possível, com pensamentos positivos, não perdendo nunca o entusiasmo pela vida e pelo amor, mas principalmente, tendo a certeza de que Deus sempre abençoa quem ama e quem faz da vida um prazer.
Pronto! Era isto que eu te queria dizer...
Um bom dia, cheio de  Paz para ti!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Afinal, o que nos faz sermos felizes?

Nós humanos, somos seres estranhos. Nunca estamos felizes com nada. Vivemos sempre em busca de  algo que não temos, e o que temos já não nos interessa.
Enfim, por mais que tenhamos bens, saúde, uma família, falta sempre mais alguma coisa.  Algo que seja distante, que seja impossível, pois será isso que iremos desejar sempre, ainda que o que precisamos, de fato, esteja  ali bem perto, ao alcance de nossas mãos.
Carros, casas, bens, dinheiro, mulheres(ou homens)...
Será esta a definição ideal de felicidade? Não sei, a resposta não é tão simples. Talvez a felicidade não se resuma nessas coisas, em bens materias, embora estas coisas ajudem muito. Talvez, as coisas mais  valiosas que temos, por mais "démodé" que sejam, são amores.
Não amores carnais, paixões inflamadas, mas sim amores, apenas amores pelo simples prazer de viver, do amanhecer de um dia, de uma vida envolta de prazeres simplórios, e que não são necessariamente relacionados com a luxúria.
Bem! Reconheço que este pensamento,  é um ato filosófico, mas é  no fundo a realidade,  apenas a realidade.
A vida deve, ou deveria ser encarada em cada dia, como um ato de simplicidade na nossa existência, porque a vida na realidade é duramente complexa.
Mas é deveras complexo ver simplicidade na vida, porque quão complexo é o estágio da felicidade.
Quando eu era criança, eu queria ser depressa adulto, mas por que carga d’água hoje eu gostaria de ser criança? Por que sentimos falta daquilo que tivemos, e que sempre desejamos descartar?
Afinal, o que te faz feliz? O que nos faz feliz? O que é ser feliz? Talvez seja a esperança de saber que o amanhã poderá ser melhor, e é por isso que batalhamos hoje. É! Talvez ser feliz seja isso: viver o que temos pra viver da melhor maneira que podermos.

Sejam felizes.

Reflexão!

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos".
( Fernando Pessoa )

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A MINHA FOTO DO DIA.

Líbia: corpo militar feminino


Imagem de arquivo datada de 1 de Setembro de 2003. Estas mulheres fazem parte do corpo de guarda-costas das forças especiais do exército líbio e foram responsáveis pela segurança dos VIP durante uma parada militar na Praça Verde, por ocasião dos 34 anos da subida de Kadhafi ao poder, após um golpe militar em 1969. Os opositores de Kadhafi pedem agora o seu afastamento. Imagem: EPA/MIKE NELSON

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Fundação Cidade de Guimarães... Intolerável !

 
Notícia original em http://publico.pt/1463407
 
Folha salarial (da responsabilidade da Câmara Municipal) dos administradores e de outros figurões, da Fundação Cidade de Guimarães, criada para a Capital da Cultura 2012:
 
-  Cristina Azevedo - Presidente do Conselho de Administração
     14.300 € (2 860 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 500 € por reunião

 -  Carla Morais - Administradora Executiva
    12.500 €  (2 500 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião

 -  João B. Serra - Administrador Executivo
    12.500 € mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião

 -  Manuel Alves Monteiro - Vogal Executivo
    2.000 € mensais + 300 € por reunião

 - Todos os 15 componentes do Conselho Geral, de entre os quais se destacam Jorge Sampaio, Diogo Freitas do Amaral, Adriano Moreira e Eduardo Lourenço, recebem 300 € por reunião, à excepção do Presidente (Jorge Sampaio) que recebe 500 €.


Em resumo: 1,3 milhões de Euros por ano, em salários. Como a Fundação vai manter-se em funções até finais de 2015, as despesas com pessoal deverão ser de quase 8 milhões de Euros !!!


Reparem bem: Administradores ganhando mais do que o PR e o PM !


Esta obscenidade acontece numa região, como a do Vale do Ave, onde o desemprego ronda os 15 % !!!
 
Enquanto graça a miséria e a fome de norte a sul deste país, com os nossos governantes(?) a pedirem sacrifícios ao Zé Povinho, em nome da recuperação económica, aumenta o despesismo com insanidades destas. Mais! Isto além de uma obscenidade de valores públicos, é uma imoralidade e uma usurpação, que deveria ser punida.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

GALERIA DE FOTOS-

Tempestade sobre Utah

 
Photo: Snorkeler and fish in Thailand
Instantâneo, de um mergulhador na Tailândia.

Photo: Polar bear leaning on a large ship
Urso polar, na Noruega.

Photo: Death Valley salt bed
 Vale da Morte - Badwater
  Mar de sal seco, abaixo do nível do mar.

Photo: Twilight in Santorini
Vista geral ao anoitecer, de Santorini - Grécia.





Curiosidades....

Há bastante tempo que não editava aqui no meu espaço, uma curiosidade.
Achei esta um bom motivo, para comparar as diferenças culturais e religiosas  na sociedade, que existem espalhadas por esse mundo fora.

Ora leiam:

A MAIOR FAMÍLIA DO MUNDO!

"Ziona Chana é o chefe da maior família do mundo e diz que foi 'abençoado' com 39 mulheres, 94 filhos, 14 noras e 33 netos. Vivem numa casa de quatro andares e com 100 quartos, situada entre as colinas de Baktwang, uma aldeia no estado indiano de Mizoram.
'Hoje me sinto como um filho especial de Deus. Ele tem-me dado tantas pessoas para cuidar.", disse Chana, que também é chefe de uma seita que permite aos membros terem quantas mulheres quiserem, em entrevista ao jornat "Sun".
A família é organizada com disciplina quase militar. As mulheres passam a noite em dormitórios gigantes
A mais antiga esposa, Zathiangi é responsável por organizar com outras mulheres as tarefas domésticas. A seu cargo tem as limpezas, as lavagens e a preparação das refeições.
Um jantar chega a incluir 30 galinhas, 60 quilos de batatas e 100 quilos de arroz.
Num ano casou-se com dez mulheres, quando estava no seu "ponto mais prolífico". Chana dorme numa cama de casal enorme que partilha quando lhe apetece, com uma mulher à sua escolha, não havendo sistema de rotatividade. Mantém as esposas mais jovens perto do seu quarto e as mais velhas dormem mais longe.
Rinkmini, uma das esposas de Chana, que tem 35 anos, recebeu uma carta a pedi-la em casamento depois dos dois se encontrarem numa caminhada pela vila há 18 anos.
"Vamos manter-nos em torno de ele, como ele é a pessoa mais importante da casa e a pessoa mais bonita da aldeia", diz Rinkimini.
Outra de suas esposas, Huntharnghanki, disse que toda a família se dá muito bem e que "o sistema familiar é  baseado no amor e no respeito mútuos."
Chana, cuja seita religiosa tem 4 mil membros, diz que não parou de procurar por novas esposas. Já o seu avô tinha mais de uma dezena de mulheres.
"Para expandir a minha seita, eu estou disposto a ir até os EUA para casar", disse ele. Um dos seus filhos insistiu que Chana se case com as mulheres pobres da aldeia para que possa cuidar delas."


Ainda um dia destes aparece por aí.
Pode ser uma boa solução para algumas "encalhadas"!


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O maravilhoso País de Sócrates.

"O primeiro-ministro vai obrigar todos os reformados a obterem na Net a declaração de rendimentos. Na aldeia de Donfins,  por exemplo, não há saneamento básico nem sequer água canalizada, mas as pessoas terão de arranjar um computador ".


Donfins é uma aldeia do concelho da Guarda. Não fica muito longe da capital de distrito, mas vive com vários problemas típicos do século XIX: as casas não têm água canalizada nem esgotos, as ruas são de terra batida e as estradas intransitáveis. Quando chove, é quase impossível andar na rua por cima da lama; quando está sol, é mais difícil manter a população hidratada sem água da companhia.
 Como se pode imaginar, a vida em Donfins já é suficientemente complicada graças à inércia e incompetência do Governo. A partir do próximo ano, ficará ainda mais complicada graças ao empreendedorismo do Executivo.
Na sua visão delirante do País das Maravilhas, o primeiro-ministro decidiu obrigar todos os reformados a acederem à Internet para obterem as suas declarações de rendimentos e poderem entregar os impressos de IRS. Quem não tiver Net fica à margem da lei. É claro que José Sócrates não imagina, que alguém possa nunca ter visto um computador; ou que na Guarda ainda haja gente sem acesso a água canalizada; ou que 10% da população de Pombal não tenha esgotos nas suas casas de banho. Para um primeiro-ministro que vive entre o Palácio de São Bento, o Largo do Rato e o edifício Heron Castilho, tudo isto é impensável. Mas o mais chocante de tudo é não haver um hot spot da PT em Donfins. Parece impossível! E esta, hein?
Asadas.
do Condor

Fragmentos de vida.


E se todo o mundo é composto de mudança, troquemos-lhe as voltas, que o dia ainda é uma criança.


Sim, claro, este título é da letra de uma canção de intervenção revolucionária, da autoria do José Mário Branco.

Bom. Aproveitando o sentimento forte, que é transmitido pelo título desta minha mensagem, e para os que conheciam este blog há uns tempos atrás, decerto já se aperceberam que houve aqui mudanças.

É verdade, resolvi deitar mãos à obra e reabrir de novo este espaço, que é meu e de todos os meus queridos visitantes. Introduzi algumas alterações de estilo e imagem, e tornei-o (penso eu) muito mais agradável e apetecível, nas formas, para já. Os conteúdos que se seguirão, não irão fugir muito do figurino anterior, e do estilo pessoal e crítico do seu autor.

Esta foi uma breve introdução à reabertura do blog "Asasdecondor".

E porque nunca é tarde para recomeçar, vamos em frente que a vida ainda é uma criança.

Abraços.

Condor.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Até sempre...António...

Dia 17 Julho de 2008, 16.50.... Uma lágrima no rosto, um nó na garganta, e o coração explode de angústia... O coração de um Homem que um dia me fez Ser, parou definitivamente. Partiu desta vida, serenamente, com a tranquilidade de um voo de Condor. Partiu como a brisa que beija e enxuga suavemente o meu rosto nesta tarde cálida de Verão. Um pedaço de mim também partiu, deixando-me assim mais pobre, mais vulnerável, mais só. Na tua viagem, António, sabes que levas contigo todo o amor, dedicação e admiração que tive por ti. Foste enorme, foste um guerreiro até na luta desleal contra a doença. Foste pai, foste amigo, foste protector foste um idolo. Um dia quando te voltar a encontrar, sei que todas estas mágoas desaparecerão e num abraço voltaremos a rir, a conversar, a partilhar tudo que comungámos nesta vida. Até sempre António....um adeus...ou um ate já. Um beijo saudoso do teu filho.

terça-feira, 15 de julho de 2008

Tanto tempo....

Foi no silêncio da noite, que rebusquei algumas lembranças de outrora quase distantes. E num passado próximo, lembrei-me que em tempos ainda não longínquos tinha criado um blog, e nele tinha escrito algumas coisas, que já no tempo tinha esquecido. Mas ele aqui está, aqui continua, com o seu fundo negro, silencioso, como uma marca indelével de uma metamorfose da minha vida.
 O tempo trás o tempo leva, dramas, tristezas, alegrias, vitorias, derrotas sonhos e realidades...mas as recordações ficam. Foi bom voltar aqui, foi boa esta lavagem à alma, foi bom deixar mais este registo, nem que apenas mais uma data de uma entrdada neste blog se trate. Saber pelo menos que este blog, ainda não morreu....talvez nunca morra, pelo menos até ao dia em que eu deixar de ter sentidos.
 The show must go on.....

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

REFLEXÂO (1)...


Hoje passei por aqui. Há quanto tempo? Tantas recordações agora, tanta nostalgia de um tempo que voou, da vontade que passou...tão rápida, já tão distante.
Mas hoje tive saudades deste espaço, quis matar a saudade e deixar aqui mais um sinal meu.
Como marco dessa presença, aqui deixo um extracto de "umas coisas" que tenho lido ultimamente, num prcesso de depuração espiritual e mental.

"...Temos de tomar muitas decisões ao longo da vida. Estas decisões exigem, por vezes uma mudança.. Se houver alguma coisa na nossa vida que nos torne infelizes, podemos ter de a alterar. As mudanças podem ser difíceis, mas não tenhamos medo delas. Se seguirmos o nosso coração e pensarmos nos outros, a mudança melhorará a nossa vida. Reflectamos no que nos faz infelizes, descobramos no que nos faz felizes e façamos a mudança. Depois, seremos mais felizes..." (De: Uma viagem espititual - Nicholas Sparks e Billy Mills)

terça-feira, 27 de novembro de 2007

"PRINCIPIO DA SABEDORIA"

Estava eu aqui entretido rebuscando alguns recortes de memória, e eis que dou aqui com um arquivo já amarelecido pelo tempo, recortes de jornais e revistas da época(época pós-revolução de 25 de Abril) sobre um cineaste de renome e revolucionário da sétima arte em Portugal. Refiro-me a António Macedo, arquitecto de formação ensaista e cineasta, sendo como realizador de curtas e longas metragens em que mais se destacou tendo abandonado a arte em 1996. Impulsionador do cinema de vanguarda em Portugal, cinema intelectual(forte) se me fica bem denominar assim, incompreendido, censurado antes e pós 25 de Abril, mas sempre lutador pelos seus ideais, responsável por uma vasta e invejável obra cinematográfica, para mim o Jean-luc Godard português.
 Bom mas este introito tem a ver com com um filme que eu vi ralizado por ele, já lá vão seguramente mais de 30 anos, que é de seu nome "O PRINCIPIO DA SABEDORIA" e que me marcou de certa forma. E é sobre este título que vou deixar aqui uma pequenina reflexão escrita: "O PRINCIPIO DA SABEDORIA É: ADQUIRE A SABEDORIA; SIM, COM TUDO O QUE POSSUIS ADQUIRE O ENTENDIMENTO. ESTIMA-A, E ELA TE EXALTARÁ; SE A ABRAÇARES, ELA TE HONRARÁ; DARÁ A TUA CABEÇA UM DIADEMA DE GRAÇA, E UMA COROA DE GLÓRIA TE ENTREGARÁ".

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

LOUCURA.......

UMA DEFINIÇÂO DE LOUCURA. A loucura ou insânia é uma condição da mente humana caracterizada por pensamentos considerados "anormais" pela sociedade. É resultado de doença mental, quando não é classificada como a própria doença. A verdadeira constatação da insanidade mental de um indivíduo só pode ser feita por especialistas em psicopatologia. Em algumas visões sobre loucura, não quer dizer que a pessoa está doente de mente, mas pode simplesmente ser uma maneira diferente de ser julgado pela sociedade. Na visão da lei civil, a insanidade revoga obrigações legais e até atos cometidos contra a sociedade civil com diagnóstico prévio de psicólogos, julgados então como insanidade mental. Tenho sido classificado como um louco, por alguns detentores que se dizem portadores de uma sanidade mental "racionalista" e que se julgam ou auto-intitulam, donos de uma sapiência e visão integralista, inseridos numa sociedade de bons costumes e preceitos...como sendo um exemplo de comportamento a seguir e cumpridores de regras pré-definidas que esta sociedade caduca e retrógada nos impõe. Pois bem como sempre gostei de ser um outsider nestas questões, aqui deixo algumas reflexões sobre a minha loucura. Se ser uma ovelha tresmalhada de um rebanho tradicionalista e preconceituoso onde a regra é seguir em fila indiana....é loucura. Então eu sou um LOUCO!. Se chegar bem disposto ao serviço e dar umas gargalhadas e contar umas anedotas....é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se o assumir o direito à diferença e à indiferença em valores e conceitos pré-concebidos.... é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se o gostar de fazer amor na praia numa noite de luar ..é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se gostar de "voar" como um Condor(pois...é que isto não é para todos), em busca de horizontes e liberdade incondicional, bem dizendo todos os dias o Sol que me alumia e o ar que eu respiro...é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se o conseguir viajar no espaço sideral(muitos poucos conseguem), e saber comunicar espiritualmente com outros predestinados...é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se por assumir e acreditar piamente que sou mais "um", dos que "cairam", e andam por cá até nova metamorfose...é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se o acreditar naquilo que digo...é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se o acreditar na palavra AMOR, no seu mais puro significado e essência, como arma de luta no meu dia a dia...é loucura. Então eu sou um LOUCO! Se eu acreditar que muitos de vós acreditam nestas reflexões....é loucura. Então eu estou completamente LOUCO!!! Que me perdoe o meu querido António Aleixo, e não dê muitas voltas na sua tumba, por eu adaptar aqui uma das suas quadras. Assim: "Dizem que pareço um louco, mas há muitos que eu conheço, que não parecendo o que são, são aquilo que eu pareço". Bem hajam!!!

PASSEI...

VOLTEI POR BREVES INSTANTES:

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Interregno no blog.

Como atingi níveis de saturação muito elevados em relação alguns acontecimentos passados, como a minha paciência anda em deficit e como as idéias andam muito vagas e inconsequentes, resolvi com serenidade que a melhor solução era interromper aqui a actividade no meu blog por tempo indeterminado. A todos que me visitaram e opinaram, o meu obrigado...até um dia...vou hibernar.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Déjà vu.


Você já viu uma pessoa pela primeira vez e pensou que a conhece de algum lugar? Ou ao conversar com alguém percebeu que já havia falado exatamente as mesmas palavras anteriormente? Isso é o Déjà vu.

A expressão francesa “Déjà vu”, que significa “já visto”, é usada para referir a um fenômeno que acontece no cérebro de diversas pessoas no mundo inteiro. O termo foi aplicado pela primeira vez por Emile Boirac (1851-1917), um estudioso interessado em fenômenos psicológicos. Déjà vu é quando nós vemos ou sentimos algo pela primeira vez e temos a sensação de já ter visto ou experimentado isso anteriormente.

Mas como explicar esse fenômeno? Diversas explicações surgem, tais como inatenção, vidas passadas ou visões sobrenaturais, porém todas completamente errôneas.
A hipótese de que verdadeiramente já seu viveu aquela cena antes é inválida, já que essas ocorrências nunca poderiam recriar a situação com exatidão devido à falta de sentimento associada a cada acontecimento na vida das pessoas.

A alusão ao mundo sobrenatural, relacionando ao déjà vu à visões do futuro também é falsa, pois o fenômeno ocorre somente na hora exata que acontece e jamais em situações anteriores, portanto não é possível “prever o futuro” através do déjà vu.

Na verdade, essa sensação é causada por um estado do cérebro, por fatores neuroquímicos. Os especialistas afirmam que o déjà vu é uma experiência baseada na memória e que os centros de memória do cérebro são os responsáveis pelo fenômeno. Os déjà vus acontecem principalmente nas pessoas de 15 a 25 anos e cerca de 60 a 70% das pessoas afirmam que já tiveram o fenômeno alguma vez na vida.

Extraído de um artigo editado por:

Tiago Dantas



terça-feira, 23 de outubro de 2007

Preceitos e conceitos....sobre a amizade. (II)

"Este é o primeiro preceito da amizade: pedir aos amigos só aquilo que é honesto, e fazer por eles apenas aquilo que é honesto" (Cícero).

"Uma pessoa para compreender tem de se transformar." (Saint-Exupéry).

"Ouve o conselho de quem muito sabe; sobretudo, porém, ouve o conselho de quem muito te estima" (A. Graf).

Conceitos de amizade....

"“Não preciso de amigos que mudem quando eu mudo e concordem quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor.” (Plutarco)

"


sexta-feira, 19 de outubro de 2007

É pela intuição que vou...

O que vou escrever pode parecer uma réplica, ou uma cópia de intenções, de um texto que li há dias num blog aqui perto. Mas não é, não é de facto...é antes um estado de espírito sequente e permanente desde há uns meses a esta parte. Além disso já repararam que não tenho grandes dotes literários, mas no fundo o que me importa é deixar aqui expresso o que me vai na alma.
Muitas vezes acontece-me estar rodeado de gente e sentir-me completamente só, ou então ter na minha frente olhos nos olhos pessoas que dizem ser minhas amigas e a imagem reflectida e lida no seu consciente é de uma hipocrisia e de um cinismo evidente.
Há alguns meses "conheci" virtualmente uma pessoa na net, uma entre muitas que já conheci, mas ao longo deste tempo todo e através de muitas trocas de opiniões, desabafos pessoais, direi alguns íntimos até (note-se a intimidade como assuntos pessoais, e só), pontos de vista, e algumas picardias por divergências, o que também considero saudável, comeceia a notar que de facto existe uma empatia muito especial entre nós, se calhar uma amizade cúmplice reveladora.
É óbvio que não vou revelar aqui a identidade por uma série de factores. Em primeiro lugar porque me merece todo o respeito, em segundo jamais seria capaz de traír os meus princípios.
Pela sua abnegação, tenacidade, espírito empreendedor, lutadora incasável pelos ideais a que se propõe, teimosia, dedicação aos amigos, direi mesmo espírito de sacrifício em busca de uma causa a que se propôs, quando um dia deixou os seus ente queridos partiu do seu país e foi à procura da sua realização pessoal. Para mim já é uma vencedora!
Mas a sua inesgotável riqueza de alma e força de vencer e de viver, vai levá-la com toda a certeza a antigir a meta a que se propôs. Disso estou convicto, esso é o meu desejo também, o melhor tributo que lhe posso dar. Descobri uma amiga aqui, e não estou enganado de certeza, por tudo o que me tem dado, paciência para me aturar quando estou com a "pancada", conselhos úteis e opiniões, dedicação, espiríto de entreajuda, o mais importante....Amizade!!!
Por tudo isto, e mais algumas coisas que seria exaustivo escrever aqui, é merecedora que eu
hoje lhe preste o meu reconhecimento publicamente neste espaço, e lhe retribua a minha amizade. É já um hábito para mim vir aqui partilhar com ela todos os dias, nem que seja um "olá", e sentir um vazio quando isso não pode acontecer. É um Gaja Amiga que guardo juntinho à minha Alma.
Obrigado, querida amiga.
E pronto, este é o motivo porque postei e dei o título que dei, e termino como comecei, muitas vezes temos presença física de pessoas à nossa volta e sentimo-nos tão sós.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

O rapaz que queria aprender a voar

Um dia - disse o avô - vou aprender a voar....

A verdade é que numa tarde cor de avelãs e nozes, por entre o bailado das folhas muito douradas e vermelhas de Outono, o avô levantou voo e desapareceu.

Onde foi? Onde está? As aves piam baixinho: - Ía tão depressa que nem perguntámos.

Foi nesse dia que o rapaz decidiu - também ele !!! - aprender a voar.

O avô coleccionava. Tinha grandes colecções, as maiores do mundo no seu género. De pedras coloridas, seixos lisos, calhaus muito macios (que rolavam como quedas de água).
Tinha colecções tão variadas como: a colecção dos papéis pintados, a colecção dos papéis metalizados, a
colecção dos papéis enrugados e a colecção dos papéis cheios de recordações (postais, cartas e segredos da avó).

O avô tinha ainda uma colecção que fazia há muitos anos....Fazia-a de olhos bem fechados: a colecção de guardar as mais belas palavras. Para? Para sabê-las de cor.

Coleccionava também canções. Para? Para cantá-las a seu jeito.

Coleccionava ainda delicadezas. Para? Para que, com os gestos mais suaves, os bons modos mais apreciáveis, pudesse receber e encantar quem conhecesse.

O avô tinha uma colecção de gravatinhas; outra de peúgas; outra de cachecóis; outra de casacos. Outra de calças. O avô não tinha pantufas!!!

E havia ainda a colecção das janelas! Uma de abrir. Outra de nunca fechar. Mais uma de arejar. Outra de saír. Mais uma de pernas para o ar!

E havia uma colecção de idéias! Boas, más, assim assim. Algumas estavam na colecção de livros de rir... de chorar... de sonhar... de saber... de voar e de desaparecer.

O rapaz lembrou-se, apressou-se, agarrou-se a esta colecção.

- Quero aprender tudo!

E leu de braços abertos, de peito ao vento e a pensar no céu. Como se pertencesse, a um bando de aves à procura da melhor sorte (migalhas, sol, beirais de telhados, namoradas, um ninho para deixar o ovo... essas coisas).

Pensava o rapaz: - Como terá o avô conseguido?

Sem pensar, sem bico e sem saber os segredos das aves, pelo menos os que elas guardam, muito bem guardados, lá em cima, no alto mais alto das suas andanças mais altas...

O rapaz cismava. O que dizia, tantas vezes, o avô? Vontade! Vontade! Vontade! É preciso ter vontade! Mais forte que a força física é a força de vontade! (O rapaz fechou os olhos e sentou-se à borda da cama. Parecia um pardal na ponta da telha do telhado ou no ramo mais frágil).

Quando voou para longe pela primeira vez, viu: Pinheiros, salinas, moinhos, cerejas, guitarras, montanhas, cigarras, castanhas, pessoas pequeninas, um bocado do mundo a arder!!

O rapaz respirou fundo e, de repente,...de repente sentiu-se muito leve, tão leve que o ar passava por ele como passam as gotas de chuva pela terra alimentando as plantas.

Tornou-se um grande voador. E começou então a fazer a sua própria colecção.
in " A Bruxinha" do escritor Alexandre Honrado.
P.S. - Esta é uma história infantil, que eu não quis deixar aqui de transcrever, uma história bonita como todas as histórias infantis. Mas no fundo uma história que tem muito que contar.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

As minhas segundas-feiras

Hoje é segunda feira, um dia para muitos difícil ou não seja o dia de "ressaca", de um fim-de-semana , o primeiro dia de uma semana de trabalho.

Ao contrário de muita gente, a segunda feira para mim, é o dia em que me encontro mais dinâmico com as "baterias" devidamente carregadas e pronto para mais uma jornada semanal.
É que à segunda feira, nem as longas filas de carros que se juntam para saírem da cidade me incomodam, buzinadela aqui buzinadela além, imprecação aqui imprecação acolá e eu nem ouço nada, que maravilha.
Hoje o dia está bom, embora já faça um fresquinho pela manhã, mas o ar que respira e me oxigena os pulmões, nota-se que ainda está puro.

Parei alí na pastelaria do costume, saudação ao sr. Fernando, homem sempre sorridente (pena este fim-de-semana não houve jogos de futebol entre clubes), e sentei-me a ler as primeiras da manhã, e saboreando o meu galão e pão com manteiga acabadinho de saír do forno.
Sem stress, com muita calma porque os meus horários não apertam.

E pronto, fiz-me à estrada de seguida rumo à empresa onde trabalho, sempre ouvindo a RFM, companhia inseparável.

E agora podem vocês perguntar: "Mas que temos nós a ver com isto?"

Pois não meus caros, não têm nada a ver com as minhas segundas feiras, mas o meu estado de alma tão elevado, levou-me a partilhar este momento feliz do meu quotidiano.

É que para mim, todos os dias deviam ser segunda feira, salvo rarissímas excepções como é evidente.

Mais, vejam só que nem a troca de um pneu motivada por um furo logo de manhã, me alterou o estado de espírito, o que se tivesse acontecido noutro dia, não faltariam raios e curíscos,
pragas e pontapés na "lata".

É que segunda feira é o primeiro dia na contagem decrescente, para o próximo fim de semana, ou não é? É tudo uma questão de mentalização! Acreditem!!!

sábado, 13 de outubro de 2007

Em harmonia com a minha mente...

Em vez de ficar obcecado com o que não tenho, hoje voltar-me-ei para a minha mente e tudo o que ela me proporciona. É o poder dela que me distingue de alguns animais e de algumas outras criaturas.
Com ela posso pensar na beleza e no amor. Posso pensar na paz e na realização pessoal.
Que mais posso fazer com a minha mente? Tudo quanto eu quiser.
Posso voar como uma águia ou correr como um jaguar. Nos meus sonhos, nunca tenho fome nem me sinto cansado. Não há fronteiras para o meu mundo nem limites para o que posso realizar.
Como gosto deste aspecto da vida!

Sei que está na minha natureza querer mais do que alguma vez conquistarei. Isso faz parte da minha alma e distancia-me de outras criaturas.

Trata-se de uma força que posso utilizar para melhorar a minha vida.

Sei que nada há de mal com os meus sonhos, os meus desejos as minhas ambições ou as minhas necessidades porque estes ateiam a fogueira que existe em mim.
Contudo, bem lá no fundo, percebo que nenhumas das coisas que quero na vida me pode fazer feliz. Antes pelo contrário, para ser feliz, devo pensar nas coisas magníficas que possuo neste momento, no tempo presente. Tenho de pensar que a própria vida é tão incrivelmente especial que não devo desperdiçar um único minuto preocupado com os aspectos negativos.
Tenho de saber que sou especial, que a vida é especial e que sou capaz de a gozar no momento presente. Devo aceitar que posso ser feliz mesmo que nenhum dos meus sonhos se torne realidade porque toda a felicidade pressupõe toda a admiração pela vida.

Sei que a felicidade é, simultâneamente, o princípio e o fim da minha viagem na vida. Sei que tenho de ser feliz para que possa alcançar os meus objectivos, pois os pensamentos negativos inibir-me-iam muito antes de os atingir. No entanto porque tenho metas que desejo alcançar? Para que possa ser feliz! A felicidade é uma viagem circular, uma viagem em que o meu fim é o meu começo.
Mas que quero eu dizer?

Quero dizer que me posso sentir bem comigo mesmo, independentemente de atingir ou não as minhas metas. Quero dizer que posso ser sempre feliz. Estes pensamentos simples são o suficiente para me fazerem dar apreço, agora, à minha vida.

Darei apreço ao que a vida me concedeu.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Os computadores utilizados pelas mulheres contêm mais bactérias

Uma equipa de pesquisadores americanos da Universidade do Arizona, revelou que os teclados e ratos utilizados por mulheres, contêm mais bactérias. O estudo foi feito no ambiente de trabalho de 113 pessoas em diferentes escritórios dos EUA.
As análises revelaram que os ratos e teclados usados por mulheres são portadores entre três a quatro vezes mais bactérias, do que aqueles que são usados por homens.
As mesas de trabalho utilizadas por mulheres registaram , em média, sete vezes mais bactérias, que as mesas utilizadas por homens, e tudo tem a ver com com resíduos de maquilhagem, doces e pacotes de bolachadeas deixados com frequência, o que contribui para criar colónias de bactérias.
No entanto as mesas femininas parecem mais limpas e organizadas mas concentram maior número, em função da grande quantidade de objectos e alimentos expostos nestes espaços. As mulheres também colocam sobre a sua mesa de trabalho, anéis, colares e brincos que eventualmente tiram do corpo, estes acessórios geralmente contêm alguma quantidade de suor, que acaba por criar ambiente propício ao desenvolvimento de bactérias.
Entretanto, e para consolação da classe feminina, num artigo assinado pelo professor Charles Gerba, os homens aparecem como os donos das carteiras mais sujas, autênticas colónias de bactérias levadas para o trabalho e apresentam uma menor tendência para limpar as carteiras e menos cuidado ao manipular dinheiro e documentos.

Bem...isto é apenas uma curiosidade, que me despertou a atenção e que achei interessante trazer aqui. Eu não comento, mas que contêm alguma verdade e raciocínio lógico, lá isso tem.

sábado, 6 de outubro de 2007

Sou...

Como já tinha dito há uns tempos atrás, um dos meus hobbies, é de vez em quando agarrar num lápis e num papel e fazer uns rabiscos a que chamo de poesia.

Fui buscar este, já escrito há muito tempo, e que está até escrito num site, que não vale a pena revelar, mas que me diz muito, e me revela bastante.

Fica à vossa crítica e apreciação, digam o que vos vier à cabeça... e façam o favor de ser felizes!!!


SOU....


Sou fogo!...

Sou brilho no teu olhar...

Sou sentimento de amar!

Sou o nada...

Sou o sorriso...

Sou corpo quente que te toca e sente!...

Sou simpatia...

Sou alegria...

Sou magia...

Sou invasão...

Sou sedução...

Sou paixão, que te deixa em contra-mão!

Que te leva a razão...

Sou sentimentos...

Sou encantamento...

Sou desejo ardente que te deixa ausente!

Ofuscado, fascinado!

Sou pedaço de bem e mal...

Sou o teu querer, sou o teu amanhecer... entardecer... anoitecer...

Sou!...o que quiseres que eu seja!!!..

Reamonn feat. Lucie Silvas - The Only Ones

Prometi....

O prometido é devido...ja cantava esse senhor da música portuguesa, de seu nome Rui V(b)eloso...bem mas isto até foi um aparte, pk o gajo nem me paga para fazer publicidade.


Mas para quem me conhece, sabe bem do meu interesse, por essas coisas isotéricas, paranormais, cósmicas e sobrenaturais.


Vou aqui deixar mais um videoclip, alusivo ás minhas HISTORIAS ESPIRITUAIS - PARTE II. É verdade! Pena é que nem toda a gente as saiba interpretar, porque só alguém as conhece.


Desculpem-me caros amigos, não desvendar o que são, porque vos garanto que ficavam a saber o mesmo.


Mas se quiserem, vejam com atenção e interpretem como quiserem, porque a mensagem está lá.


Então vejam os "REAMONN"....porque acho que não é tempo perdido!


Coisas mesmo de ASASDECONDOR!!!....

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Mais um recorde europeu

Segundo notícia, publicada no Jornal "O METRO", dados divulgados pela Eurostat organismo de estatísticas da União Europeia, Portugal obteve em Agosto o 1º lugar no ranking dos países da União Europeia, relativamente ao ao aumento relativo de desemprego, com uma taxa de 8,3 por cento.
Portugal regista agora a quinta taxa de desemprego mais elevada na União Europeia e a terceira mais elevada da Zona Euro.

Afinal num país onde nos querem mostrar tudo cor de "rosa", constata-se que na realidade as coisas não são bem assim. É que recordes destes, eu como cidadão comum, dispenso-os, obrigado! Só me entristecem, desmoralizam e envergonham.´
Que venham outros Carlos Lopes, Rosas Motas, Francis obikwelus, e outros mais....estes sim são os recordes que o meu povo gosta, são estes o orgulho do meu país.

Estou errado?

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Há broches e broches...

Hoje vou tentar trazer aqui a desmistificação de um objecto de adorno feminino, também conhecido na antiguidade por fibula e actualmente por pin.

Ele é feito usualmente de metal precioso, ouro, prata, bronze ou em aço e até noutros materiais.
Costumam alguns serem decorados em esmalte vítreo ou com pedras preciosas.
É evidente que vos estou a falar do: BROCHE....
O broche, pode ter a função de adereço com fecho, usado pelas mulheres para prenderem qualquer peça de vestuário ao pescoço.
O broche pode ser um colchete que se prega nos livros para os ter fechados.
O broche pode ser uma fivela das ligas. Enfim....tanta variedade de broches.
No vocabuário de de linguagem vernácula é vulgarmente utilizado, para demonstrar reacções de desagrado, por exemplo: "Eh pah vou ter que aturar aquele broche do meu chefe!". "Aquela gaja, saíu-me cá um broche!". "Mas que grande broche me saíste!".
Há ainda quem lhe chame, bico, chupeta, buquete(bra.), chamada, bóbó, eu sei lá....
Afinal vejam só, as aplicações que um broche pode ter, e há ainda que valorizar a componente da execução e qualidade do dito.
Há mesmo broches e.....broches, não há???

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Os meus hobbies

Como qualquer ser mortal, que se preza por tentar manter-se acordado, da letargia que esta sociedade nos impõe, eu asasdecondor, tambem tenho os meus hobbies. De entre eles, costumo fazer uns rabiscos a que chamo de poesia e alguma prosa.
E também eu escrevi inúmeras cartas de amor porque "cartas de amor, quem as não tem", e hoje resolvi abrir aqui um precedente e publicar uma de muitas, que eu fui rebuscar ao meu baú se recordações. Então aí vai:
UMA TARDE DE INVERNO

Tarde fria de inverno. O Céu muito azul e despido de nuvens, recortado pelas arvores, trazia-me uma bucólica sensação de paz e beleza. O vento deixava a minha pele rosada e parecia levar para bem longe qualquer sentimento ruim.
Naquela tarde fria de inverno eu sentia-me quase feliz...
Na praça, algumas amas passeavam com as criancinhas bem agasalhadas. Os cães brincavam por entre as plantas, gordos e gordinhas repousavam em busca da boa forma, e legiões de pássaros faziam o fundo musical. O ar puro do parque enchia o meu peito de saúde e até de esperança e eu, repito, sentia-me quase feliz, sem saber ao certo o que me faltava naquele momento, para alcançar a felicidade plena.
Comecei a reflectir sobre aquele meu ambíguo sentimento e não demorei muito para perceber que tudo o que me faltava para estar plenamente feliz era a tua companhia. O que incomodava o meu espírito era a tua ausência, a saudade de ti.
Ao fazer a descoberta, dei um suspiro de alívio e comecei a escrever este bilhete com o único intuito de te contar o quanto és importante para mim.
Espero que gostes de saber disso, e aguardo ansiosamtotalmente feliz.
Um beijo.ente que venhas acabar com esta saudade que não me quer deixar

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Divagações......

Ora vejam só os pensamentos que me vêm a cabeça.
Estava eu ali refastelado no meu sofá, e eis que começo a ter alucinações surrealistas, e vai daí, comecei a pensar em quantos nomes eu consegui encontrar para defenir a palavra dinheiro.
Assim: massa, pilim, carcanhol, arame, papel, guita, narta, el contado, tusto, monei(em portugues), nota, "aquilo com que se compra os melões", xuxu, pasta, ......
Vá ajudem-me!!!
É que eu tambem colecciono sonhos.
Ah, e já agora digam-me...qual é o cheiro que o dinheiro tem?
Sim, porque a cor não vale a pena, sou daltónico nesta matéria.
E agora dizem vocês, este gajo é maluco.
Não, não é isso, é que de vez em quando tenho assombrações.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

A reter....

Está em fase de conclusão a nova basílica de Fátima, denominada Igreja de Santíssima Trindade.
É uma obra imponente sem dúvida com uma arquitectura revolucionária e inovadora, quiçá a maior obra em fase de acabamento em Portugal.
Como curiosidade apenas, tem uma área coberta de cerca de 11.800m2, comporta 9.000 lugares sentados, envolvendo mais de 300 empresas e cerca de 3200 trabalhadores na sua construção e o seu custo neste momento depois de várias derrapagens rondará os 70 milhões de Euros.

Tem a particularidade de ser uma obra PAGA A PRONTO, segundo informação dada pelo Reitor do Santuário, ou seja paga com receitas realizadas pelo próprio Santuário.
Bom, até aqui tudo bem. Agora o que me choca, como crente que sou, é que um lugar de fé e reflexão espiritual, se tenha tornado num verdadeiro centro de negócios, e para quem conhece Fátima, sabe que é verdade.
Que me perdoem os devotos da fé na virgem, que me merecem todo o respeito, mas isto é uma verdadeira "profanação do templo". Será que desses 70 milhões, não sobraria uns euritos para ajudar as crianças, desfavorecidas e os sem abrigo? Será que não daria para ajudar alguma coisita na construção, de centros de idosos desfavorecidos?

Pois é, presunção e água benta, cada qual toma a que quer! E as acções ficam para quem as pratica. Agora não me admira, é que dentro de pouco tempo, não aparece aí algum grupo económico ou um banco a tentar comprar o santuário, tais são os lucros que apresenta.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Os homens são mais ciumentos...

Num recente estudo levado a cabo, pela Universidade da Flórida, revela que os homens são mais ciumentos que as mulheres.

O teste era simples: cada participante tinha que ver uma série de imagens rápidas onde apareciam pessoas atraentes, como de aparência comum. O tempo que cada um levava a retirar a atenção da fotografia era medido pelos investigadores. Como conclusão do estudo todos os participantes fixaram a atenção de imediato nas pessoas atraentes.

No entanto duas diferenças: os solteiros fixaram-se maioritariamente em pessoas do sexo oposto, enquanto os comprometidos olharam mais frequentemente para pessoas do mesmo sexo. Porquê?

A insegurança e o ciúme. Concluiram: "Se estamos interessados em encontrar um parceiro, a nossa atenção fixa-se na atracção de pessoas do sexo oposto. Por outro, lado se estamos preocupados com uma possível traição dos nossos parceiros, a atenção fica presa em pessoas atraentes do mesmo sexo, uma vez que são eles os nossos rivais".
Segundo os investigadores,a evolução do corpo humano preparou os nossos cérebros não só para captar sinais de atracção física, como também para encontrar potenciais rivais em momentos de insegurança. Ficou provado, que foram os participantes do sexo masculino, aqueles que mais prenderam a atenção em imagens de pessoas atraentes do mesmo sexo, isto porque com a preocupação da infidelidade os homens ficam mais atentos a homens muito atraentes porque presumivelmente as suas mulheres ou namoradas também ficarão.
Como nota de rodapé, devo dizer sinceramente nunca me tinha apercebido, destas circunstâncias. Acho que vou fazer o teste. Mas será mesmo?...uuuhhmm. E esta, hein...

Sabem quem é?....Apresento-vos: É o Barnabé!


O Barnabé não é um rosicolor qualquer, daí que eu entenda que tenha honras de blog.
O Barnabé é um pássaro encantandor, que num dia de gelo encontrei moribundo na relva de um jardim público, e que se tornou num dos meus melhores amigos. Somos inseparáveis!
Dentro de casa, o seu lugar favorito são os meus ombros, acompanha-me em todas as tarefas caseiras, em todas as voltas que dê. É meigo, nunca me mordeu e gosta de bicar o meu lobo da orelha, mas se nunca magoar. Come comigo à mesa às vezes, porque é asseado e nunca se portou mal. Tem uma particularidade, chama-me com um pio diferente e que eu já conheço, quando chego junto da sua casa, com o bico tenta levantar a porta para vir ter comigo.
Tem-me acompanhado em viagens de lazer no meu carro, gosta de se empoleirar no volante e ver o que se passa lá à frente, tambem gosta de mimos e aconchega-se no meu colo.
Até hoje o Barnabé nunca fujiu, e tenho as janelas de casa muitas vezes abertas...aliás já esteve uma vez na varanda, no meu ombro e nem um sinal de fuga mostrou. Se calhar muitas mais coisas ficam por dizer sobre este maravilhoso amigo. Por isto e muito mais, quis render-lhe aqui hoje uma homenagem, porque apesar de ser uma ave indefesa e irracional, embora não falando a mesma linguagem, entendemo-nos perfeitamente, o que não é tão facil muitas vezes quando convivemos com pessoas, seres humanos...que se dizem racionais.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Marmelos

Como estamos em Setembro, e hoje é segunda-feira acordei ácido e áspero...pois é, e vai daí lembrei-me a propósito de escrever alguma coisa sobre os marmelos. Podia ser sobre muitas outras coisas, mas não.
E comececei a pensar quantas variedades de marmelos existem por aí.
Ora vejamos:

Existem os marmelos fruto do marmeleiro (cidonia oblonga), que nos chegaram da antiga Pérsia através das caravelas portuguesas, excelentes para prevenir o escorbuto.

Existem os marmelos que nos ultrapassam a 200km/hora, na auto-estrada, pela direita.

Existem os marmelos que nos perseguem pelas ruas da cidade à caça de uma multa.

Existem os marmelos que nos ultrapassam na fila de espera do autocarro.


Existem os marmelos que todos os dias nos estendem a mão no parque de estacionamento à caça de uma moeda.

Existem os marmelos em S.Bento, que todos dias nos fazem pagar mais impostos.

Existem os marmelos que nos pagam o ordenado, para todos os dias nos lixarem a cabeça.

Uffffa....bem já chega de tanta marmelada!!!
Ah, esquecia-me...ainda existem os marmelos tão suculentos, da adorável ZáZá, bem mas estes são de qualidade Extra Fina...não fazem parte desta marmelada....ahahaha.

domingo, 23 de setembro de 2007

Histórias espirituais

Há coisas marcantes nas nossas vidas.
Existem lugares, acontecimentos, datas, pessoas que de uma forma ou de outra, ficam para sempre ligadas ao nosso álbum de recordações e acompanham-nos no nosso pensamento no dia a dia. Pois bem, este video que aqui vos deixo dos "Reamonn - Tonight", é um exemplo vivo de um momento marcante na minha vida. Um momento de plenitude espiritual!
Mas há mais....para uma proxima oportunidade. É evidente que para vós, ficará como uma incógnita, mas reservo-me ao direito da minha intimidade emocional.
É de facto uma história, mas uma historia verídica...ou melhor, uma....."never ending story"....
Há histórias assim....

REAMONN-Tonight

sábado, 22 de setembro de 2007

Condor (2)


Condor

Num dia assim...

Pois, foi num dia assim...um dia como tantos outros que passei, em busca de algo novo, que resolvi abrir aqui também o meu espaço. Um espaço novo para mim, onde pretendo partilhar com os meus amigos, emoções, contradições, experiências, conhecimentos, gostos, críticas e amizades.
É um espaço aberto a todos que me queiram visitar, onde aceitarei as críticas, opiniões e sugestões que acharem por bem fazerem, e desde que construtivas.
No entanto quero acrescentar, que todos os comentários estarão sujeitos à minha apreciação, e reserva-me o direito de os publicar ou não.
Dentro do pouco tempo que me sobra para entretenimento, aqui estarei sempre que puder, convosco, para vos partilhar.
Bem hajam...